O paradoxo do desenvolvimento motor infantil

psicomotricidadeO perfil de crianças e adolescentes tem mudado bastante ao longo do tempo: a falta de segurança e a redução do tamanho dos espaços de lazer ao ar livre não permite que eles brinquem de forma ativa, desenvolvendo as características psicomotoras que são inerentes às práticas corporais. Além disso, a tecnologia tira ainda mais as poucas possibilidades de movimento corporal nas atividades do dia a dia e do lazer. Resultado: crianças e jovens cada vez mais sedentários e que, provavelmente, se tornarão adultos menos saudáveis.

Esse ciclo vicioso pode ser combatido com a boa prática de Educação Física escolar. Se desde os primeiros anos na escola, a criança experimentar práticas corporais no espaço em que frequenta, isso tende a deixá-la marcada de forma que, quando adulta, mesmo depois de um longo período de sedentarismo, ela seja mais propensa a voltar a praticar atividade física, segundo um estudo publicado no periódico científico Memory.

Mas não é só isso: a Educação Física escolar ajuda no desenvolvimento motor das crianças e, além de elas desenvolverem os elementos psicomotores que permitem a elas uma saúde física ao longo da vida, a cognição também será beneficiada. Em resumo, criança ativa tende a ser mais inteligente.

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry
Fabiana Albino

Para se ministrar uma boa aula de Educação Física na escola, é preciso ter conhecimentos de diversos

Larissa Salgado
Larissa Salgado

conceitos e muita criatividade para desenvolver jogos e brincadeiras para as crianças e os adolescentes. Pensando nisso, trouxemos duas professoras especialistas nessa área para ministrarem o curso “Atividades escolares para o desenvolvimento motor” que mostrarão, na prática, como desenvolver atividades para esse público na escola. As professoras Fabiana Albino e Larissa Salgado esperam vocês no feriadão do dia do trabalho! Confira a programação do curso e faça sua inscrição aqui.

Gostou desse artigo? Compartilhe, comente!

WhatsApp do 15CCEF
Enviar