O Pilates pode funcionar como aula coletiva?

mat-pilates-class

O Pilates é um método criado originalmente para trabalhar a flexibilidade e a força. Ao longo dos anos, ele foi sofrendo adaptações e, hoje em dia, ele entra no mix de atividades disponíveis na maioria das academias, tanto como forma de condicionamento como forma de reabilitação de lesões.

A média de idade predominante entre os praticantes da modalidade fica acima dos 40 anos, porém pessoas mais jovens têm procurado a atividade em substituição às atividades de academias que, geralmente, ficam mais cheias. Um impedimento com relação a isso, porém, é o investimento que deve ser feito nessas aulas, que são mais caras do que as outras atividades das academias.

Uma solução, porém, parece estar chegando ao mercado de academias: o Pilates como aula coletiva em academia. Claro que não serão utilizados todos aqueles equipamentos de um estúdio comum, mas sim, uma variação da modalidade: o Pilates de solo.

Como exercícios realizados em sua maioria no chão, eles permitem um considerável grau de condicionamento neuromuscular (hipertrofia, força e resistência muscular) e aeróbio com a diversão e socialização proporcionada por uma aula em grupo com o professor e a música como fatores motivacionais.

Uma nova janela se abre, então para o profissional de Educação Física que trabalha em academia, uma vez que promete ser uma tendência nas academias em 2014.

thumb-palestrante-rodrigo-perfeitoConheça mais sobre o curso “Pilates de solo como aula coletiva em academia” que o professor Rodrigo Perfeito irá ministrar no 9º Congresso Carioca de Educação Física, nos dias 02 e 03 de maio.

Gostou desse artigo? Compartilhe, comente!

WhatsApp do 15CCEF
Enviar